Duas pessoas foram presas em flagrante e uma carga de 50 toneladas de soja recuperada pela equipe da Delegacia de Sorriso, no início da noite desta segunda-feira (26). Os dois suspeitos, de 50 e 22 anos, foram detidos na rodovia entre Sorriso e o município de Ipiranga do Norte.

 Os policiais receberam informações de que uma carga teria sido desviada de uma propriedade e se dirigiram ao município checar a denúncia. Os investigadores monitoraram a carreta semirreboque que saiu da propriedade em Ipiranga do Norte carregada com mais de 49 mil quilos de soja.

 O motorista do veículo parou em um trecho da estrada e os policiais o abordaram e solicitaram a nota fiscal da carga. O homem de 50 anos apresentou uma nota fiscal falsa de outra carreta e carga distinta, que não era compatível com a carreta que ele conduzia.

 Ao ser questionado pelos policiais sobre a nota falsa, ele alegou que era apenas para ludibriar, caso fosse abordado pela polícia ou fiscalização, porque a carga que estava transportando não tinha nota fiscal.

 Ele informou ainda que a empreitada já estava combinada com uma pessoa que trabalha como classificador de grãos em uma empresa de Sorriso, mas que estava prestando serviço na fazenda onde a soja foi carregada. O suspeito disse ainda que iria receber R$ 5 mil para participar do esquema de furto da carga.

 O motorista da carreta disse também que foi instruído a levar a carga até Sorriso, mas que não sabia o local onde seria realizada a descarga e que um a pessoa entraria em contato com ele ao se aproximar da cidade.

 Já o rapaz de 22 anos informou aos investigadores que trabalha como classificador de grãos para uma empresa de Sorriso há mais de um ano e que no momento prestava serviços na fazenda em Ipiranga do Norte. Ele declarou ainda que fez contato com uma terceira pessoa para que liberasse uma carga de soja com peso aproximado de 50 toneladas, mas com nota fiscal de outra carga que já havia sido carregada anteriormente na fazenda para um grupo de agronegócio.

 Os dois suspeitos declararam ainda que o valor da venda soja furtada seria dividido entre eles três. A Polícia Civil de Sorriso trabalha para identificar e localizar o outro envolvido citado pelos dois suspeitos.

 Os dois foram conduzidos à Delegacia do município e autuados em flagrante por furto qualificado consumado e associação criminosa.

Fonte: folhamax