Quase um ano após virar piada durante a disputa da Copa do Mundo da Rússia, Neymar vive calvário ainda pior com a imagem perante ao público mundial. O atacante vive a fase mais complicada da carreira profissional ao lidar com o maior problema que teve até então, desta vez fora de campo: a acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade, que o teria feito perder quase R$ 300 milhões de valor de mercado.

Durante a disputa do Mundial de seleções, entre junho e julho de 2018, o brasileiro entrou em descrédito pelas frequentes quedas dentro de campo após divididas, que seriam “valorizadas” pelo atleta e gerando a ira dos rivais e a ironia dos torcedores de futebol — ele virou até jogo de internet onde o objetivo era mantê-lo em pé durante uma queda automática para os lados.

Na ocasião, a medida da vez que seu estafe escolheu para recuperar sua imagem foi ainda mais questionada: ele participou de uma campanha de uma marca de barbeadores onde admitia exageros durante a Copa e prometia se redimir. À época, o atacante foi muito criticado e a propaganda chegou a ser chamada de “surreal” pela imprensa francesa.

Fonte: Metropoles