O vocalista e fundador do Garotos de Ouro, Airton Machado, morreu em um acidente com o ônibus do grupo na madrugada desta segunda-feira (13). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santa Catarina, o veículo, que era pilotado pelo músico, colidiu contra um paredão de pedras na altura do km 44 da BR-282, em Águas Mornas, por volta de 1h40min.

A PRF ainda está apurando as causas do acidente. O veículo teria perdido o controle, saído da pista e batido de frente contra a muralha.

Conforme Delonir Machado, o Neno, irmão de Airton, o músico estava retornando das gravações de uma live show em São Joaquim, no sábado (11), e tinha ficado sozinho com a esposa para aguardar a desmontagem dos instrumentos. Os outros integrantes já haviam retornado para Florianópolis, onde a maioria reside, durante o domingo, de carro.

Airton viajava acompanhado da esposa, Renata Machado, 32 anos, que teve ferimentos graves. Segundo Delonir, o estado dela é grave, mas sem risco de morte.

A gente tá adrenalizado, porque parece que não aconteceu e que não é real esse acidente. É um sentimento de muita tristeza, porque já tivemos outras perdas. Seis anos atrás, o Ivonir (outro irmão) teve um AVC e está incomunicável. E agora essa notícia... Na medida do possível, é entender o que Deus manda e continuar vivendo e rezando, pedindo a Deus que amenize. O Airton tem muitos amigos e fãs, pela pessoa querida que é e fica isso: a amizade e tantas palavras bonitas que temos recebido compensa todo trabalho — comentou Delonir, 56 anos.

Junto com o irmão Ivonir Machado, Airton fundou o Garotos de Ouro em 1976. Ele completaria 63 anos na quarta-feira (15). O velório e a cremação do corpo do músico serão realizados na cidade de Içara, em Santa Catarina, Estado onde morava há 15 anos. As cerimônias ocorrem ainda nesta segunda-feira, a partir das 16h30min.

Em publicação nas redes sociais, o Garotos de Ouro prestou homenagem a Airton. "Calou a gaita mais fandangueira dos bailes do sul do Brasil … Nos deixa uma das maiores influências da nossa música gaúcha, o coração dos Garotos de Ouro chora com uma dor irreparável", diz o comunicado. 

PRF / Divulgação
Veículo teria perdido o controle e saído da pistaPRF / Divulgação

História

Airton nasceu em Cruz Alta (RS) e era filho de gaiteiros. Ainda na adolescência, ele iniciou a carreira musical tocando gaita ao lado do irmão, Ivonir, formando o duo Irmãos Machadinho. Eles acabaram tocando pela primeira vez em festa durante uma apresentação do grupo Os Gaudérios da Querência, na Igreja de Jaguari. 

Em 1976, quando tinha 18 anos, fundou o Garotos de Ouro com o irmão, com a gravação do primeiro LP Garotos de Ouro – Canto Nativo, viabilizado graças ao patrocínio de um grande amigo, o Sr. Porto, morador de Barragem do Itu e dono do CTG da cidade. 

O primeiro sucesso do Garotos de Ouro foi com a gravação do terceiro LP, Quando o Estouro é um Estouro, emplacando sucessos como Barraca ArmadaPoupança da Gordinha e Peão Farrapo – esta última composta por Jorge Nicola Prado e Daniel Becke. O grupo também teve projeção ao vencer o Festival Coxilha Nativista, em 1984. 

Em 2004, o Garotos de Ouro entrou para a história como a primeira banda de música gaúcha a se apresentar nos Estados Unidos, com duas apresentações. Entre outros sucessos do grupo, estão No Barulho do Meu RelhoVuco-Vuco Me Dá Um Beijo.

Em um especial divulgado pela banda, em 2013, Airton falava que o grande segredo do sucesso era “muito trabalho, dedicação e benção divina, pois isso sempre fez com que, nas horas certas, as músicas de sucesso 'caíssem no nosso colo'".

—  A banda que tem a música certa sempre está nas paradas de sucesso e sempre é a mais procurada para bailes, shows e eventos. Essa é a fórmula dos Garotos — disse Airton, no material de divulgação.

Airton tinha três irmãos e deixa a esposa, três filhos e um neto.

 

 

Fonte: Redação