O principal suspeito de matar Neurivam Aguiar do Nascimento, de 40 anos, em um lote nos fundos do bairro Morada do Bosque, no sábado de manhã, em Sorriso, foi localizado pela Polícia Militar, ontem à noite, no distrito de Boa Esperança, que pertence ao município. Ele tem 25 anos e foi preso após capotar o VW Gol da vítima, em uma estrada vicinal. Os militares foram até a unidade de saúde, perguntar se alguém havia dado entrada com ferimentos, foi apontado o nome do jovem e durante buscas, ele foi localizado. No primeiro momento, negou o crime, porém, durante revista pessoal foram encontrados cartões de crédito de Neurivam em sua carteira. Então, confessou o assassinou, porém, disse aos policiais que foi amarrado e violentado e só cometeu o homicídio quando conseguiu se desamarrar. A polícia investiga se a versãpo é verdadeira.

“Estava com o carro. Estou arrependido do que fiz, mas ele me estuprou aí matei mesmo. Não foi por vingança, é uma coisa que não é de fazer. Acho que isso é coisa do ‘cabra’ fazer. Ele me amarrou, me jogou dentro do carro, consegui me soltar aí matei de pau. Eu iria fugir quando capotei o carro. Nos conhecemos no bar, a gente estava bebendo, os amigos deles foram embora. Então, perguntou para mim, se podia sentar, disse que sim. Ele chamou para descer e eu já estava morto de bêbado”, contou o suspeito.

O sargento da Polícia Militar Carlos Magno relatou que “o criminoso se evadiu do local utilizando o veículo da vítima. Nessa manhã, recebemos a informação que havia um veículo capotado no distrito de Boa Esperança. Após checagem verificamos que se tratava do mesmo veículo da vítima do crime. Então, deslocamos ao posto de saúde local, onde indagamos a enfermeira se havia alguém com ferimentos. Ela informou que, no sábado, uma pessoa, informando que havia sofrido um acidente, aí verificamos a ficha de entrada, verificamos o suspeito e saímos em diligências. Durante o dia não foi possível, estava escondido em algum lugar, mas no começo da noite, localizamos ele em um bar”, contou.

“Indagado o mesmo a respeito do veículo, negou. Disse que somente pegou carona com uma pessoa que não sabe identificar. Numa revista pessoal localizamos dentro da carteira dois cartões de crédito, em nome da vítima. Novamente voltamos a indagar o mesmo e confessou autoria, contando detalhes de como foi feito, de forma fria”, emendou.

Toda versão apresentada pelo suspeito ainda será investigada pela Polícia Civil.

Só Notícias/David Murba (colaborou: Lucas Torres, de Sorriso - foto: Só Notícias)