A deputada estadual Janaina Riva revelou que o MDB convidou o vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido) para se filiar à sigla visando as eleições de 2022. Informações de bastidores indicam que ele estaria inclinado a disputar o Senado no próximo pleito.

 Pivetta se desfiliou do PDT – partido que foi sua casa por 15 anos – em outubro do ano passado e, desde então, está sem legenda.

 Segundo Janaina, o objetivo do partido é agregar nomes de peso do cenário estadual para garantir o fortalecimento da sigla na próxima eleição.
Até o momento, também já receberam convites do MDB a ex-candidata à Prefeitura de Cuiabá, Gisela Simona (Pros), a médica Natasha Slhessarenko, filha da ex-senadora Serys Slhessarenko, e o ex-candidato ao Senado Eulides Ribeiro (Avante).
Caso aceitem os convites, esses três últimos estariam cotados a disputar uma das oito vagas de Mato Grosso para a Câmara Federal.

 “As articulações continuam. São vários os convites feitos e tem vários pré-candidatos que o MDB mira”, afirmou Janaina.

 A parlamentar negou que tenha alguma conversa mais adiantada com algum dos convidados, afirmando que o cenário eleitoral deve permanecer incerto até março do ano que vem.

 “Todo mundo vai sondar até o ano que vem. Não vejo como dar segurança absoluta até março. Até mesmo aqueles que escolherem o seu partido agora, estão sujeitos a mudar de ideia na véspera, porque vai depender muito da composição das chapas”, disse.

 “Tudo pode acontecer daqui até março, não tem como ter certeza de nada, nem de quem já está no partido de que vai permanecer nele até lá. É um trabalho contínuo que tem que ser feito, porque as melhores chapas, com certeza, vão ser as que terão mais adesão”, completou.

 Conforme já informado pelo MidiaNews, o MDB sonha em ter ao menos cinco cadeira na Assembleia e três no Congresso. Atualmente, são três no Legislativo e duas na Câmara.

Fonte: midianews