Com alta em desmatamento, Ministério do Meio Ambiente colocou o município de Peixoto de Azevedo, no norte do estado, na lista das regiões onde serão feitas ações prioritárias para prevenção, monitoramento e controle do desmatamento da Amazônia.

A medida foi publicada na segunda-feira (11) no Diário Oficial da União, assinada pelo ministro Ricardo Salles.

A inclusão do município está baseada uma portaria, de abril de 2020, onde o governo federal traça metas anuais de combate ao desmatamento.

A lista de municípios prioritários são os que atingiram desmatamento anual superior a 40 km2 no próximo período de monitoramento realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE.

Entre os requisitos para entrar nessa lista, estão:


área total de floresta desmatada em 2019 igual ou superior a 80 km²;
área total de floresta desmatada nos últimos três anos igual ou superior 160 km²; e
aumento da taxa de desmatamento em pelo menos três, dos últimos cinco anos.
possuir 80% de seu território, excetuada as unidades de conservação de domínio público e terras indígenas, com imóveis rurais devidamente monitorados por meio do Cadastro Ambiental Rural - CAR, registrado no Sistema Nacional de Cadastro Rural - SICAR; e
municípios que mantiveram desmatamento inferior a 40 km² nos últimos quatro anos.

Fonte: G1MT