Um homem foi preso ontem, pela Polícia Militar acusado de estelionato. Ele é suspeito de ficar quatro dias em uma boate, localizada no centro de Sorriso, consumir e não pagar a conta. O prejuízo é estimado em R$ 18 mil.

Segundo o sargento Almeida, da PM, o acusado fingia agendar o pagamento no cartão de crédito para enganar os funcionários do estabelecimento. “Estava com um cartão de crédito e consumindo o dia inteiro. ‘Pagava’ bebidas para quem não conhecia. Apenas para uma mulher, ele já estava devendo mais de R$ 4 mil. Só que o pagamento era sempre agendado, mas o dinheiro não caía. Só fingia que pagava”, explicou o militar.

De acordo com o policial, o suspeito confessou que conseguiu pedir pela internet o cartão de crédito em nome de uma mulher. “Ele pegou o CPF desta mulher, solicitou e veio o cartão. Além disso, no Facebook, ele anunciava produtos que não existiam. As pessoas se interessavam e pagavam na conta dele. Era um estelionato virtual que ele praticava”.

A Polícia Civil vai investigar se o homem também aplicou outros golpes em Sorriso. Em depoimento à PM, segundo Almeida, o acusado confessou que ficou 15 dias em um hotel e saiu sem pagar. “Ele também foi em outro hotel, comprou o celular da funcionária fiado, não pagou e ainda perdeu o celular. Neste local, também ficou passando o cartão, sem pagar, só agendando”.

O acusado foi conduzido para a delegacia municipal. A Polícia Militar informou que ainda não foi feita checagem para saber se o homem possui outras passagens criminais. No entanto, de acordo com o sargento, o acusado já confessou que é reincidente em estelionato. “Falou que a prática dele é essa mesma, que já foi preso”, finalizou o policial.

Fonte: Só notícias