A Polícia Judiciaria Civil lançou hoje pela manhã uma mega operação para localizar e prender os criminosos que assassinaram com três tiros a queima roupa o jornalista Edney Menezes em Peixoto de Azevedo.
 
Após a prisão do primeiro suspeito, Valdiran de Oliveira Brito, de 23 anos, preso em casa, o delegado de Peixoto Edmundo Félix de Barros Filho e o delegado regional Geraldo Gezoni realizaram uma coletiva de imprensa e afirmaram que outros dois envolvidos no crime já haviam sido identificados.
 
A notícia imediatamente viralizou nas redes sociais, e durante a tarde, os dois suspeitos que se encontravam foragidos, se apresentaram na delegacia municipal de Peixoto, acompanhados de uma advogada.
 
Segundo a Policia, os suspeitos foram identificados como Vinicius e Felipe.
 
O que todo mundo espera agora é que ao serem ouvidos pelo delegado, eles contem qual a motivação do crime.
 
Edney Menezes de 44 anos, foi executado na noite do dia 15 de novembro, nas proximidades da Av. Itamar Dias, região central de Peixoto de Azevedo.
 
O crime brutal, onde o jornalista leva cerca de três tiros na cabeça, enquanto está parado, dentro de seu carro, foi filmado por uma câmera de segurança.
 
O caso ganhou destaque nacional.
Fonte: Claudia Godinho