A Policia Militar de Nova Guarita recebeu uma ligação via celular de plantão, onde a denunciante relatou que sua neta de 14 anos estaria em uma propriedade rural sítio na comunidade Serra Negra, e teria ligado para comunicar que haveria sofrido violência sexual pelo seu próprio pai, suspeito HOMEM-35, que é filho da denunciante e pai da vítima.

 De imediato os policiais acionaram o conselho tutelar e deslocaram-se até a comunidade Serra Negra, situada a uns 20 km do centro da cidade. No local, A GUPM identificou as vítimas, sendo três menores, que ao visualizarem os PMS e o conselho tutelar começaram a chorar indicando o local onde o suspeito se encontrava.

Os policiais adentraram na residência, e no local localizaram o suspeito completamente despido, dormindo, deitado no chão.

A vítima afirmou que o suspeito começou a agir de forma violenta a partir do momento que ocorreu um fato de uma ocorrência de estupro envolvendo o primo, e a partir deste fato os abusos sexuais começaram a ser mais frequentes; e que nesta data teria sofrido agressões físicas (surra de cinta) e posteriormente o suspeito, levou-a para o quarto, forçando a tirar sua roupa e consumindo a conjunção carnal.

 A vítima relatou à PM que o fato se deu por volta das 14 horas. Diante dos fatos a guarnição deu voz de prisão ao suspeito e em seguida encaminhou para delegacia de Terra Nova do Norte, com uso de algemas consoante com a súmula 11° do STF, o suspeito apresentava receio de fuga e aparentava ter ingerido bebida alcoólica para as providências necessárias.

Na casa, além da vitima estavam outras crianças de 11 e 05 anos.

As menores ficaram sobre os cuidados do conselho tutelar da cidade.

Obs.: os pais são separados, as crianças viviam no poder do pai.

Fonte: NG Notícias