O governo do Estado divulgou informações sobre as aposentadorias dos servidores públicos de Mato Grosso. Os dados apontam que o MT Prev paga valores acima de R$ 35 mil para um seleto grupo de 66 servidores. O valor de R$ 35 mil é 6 vezes superior à média do que é pago na iniciativa privada a um aposentado que consegue receber o teto do INSS de R$ 5.839,45, acima dos 65 anos de idade.

Na média, de acordo com os dados, esses servidores, que estão na inatividade, se aposentaram com 53 anos de idade. Em Mato Grosso a expectativa de vida é de 74,5 anos. Na faixa de R$ 30 mil e abaixo de R$ 35 mil, a média de aposentadoria é de 52 anos e há 478 servidores estaduais nessa situação. Já acima de R$ 25 mil e abaixo de R$ 30 mil, há 443 pessoas; enquanto outros 582 servidores recebem aposentadoria acima de R$ 20 mil e abaixo de R$ 25 mil.

Os números também demonstram que há 2.048 servidores cujas aposentadorias variam entre R$ 12 mil e R$ 20 mil.

A distorção do que é pago ao servidor público em comparação com o trabalhador da iniciativa privada é um dos pontos que a Reforma da Previdência tenta corrigir.

A reforma já foi aprovada a nível federal e se aplica a todos os cidadãos do país que atuam na iniciativa privada, e também aos servidores federais.

Em Mato Grosso, a reforma está sendo debatida no Conselho da Previdência. Parte dessa reforma, que aumenta a alíquota de contribuição do servidor estadual por efeito de imposição da reforma nacional (de 11% para 14%), já tramita na Assembleia e deve ser votada em breve.

O aumento da contribuição foi aprovado por 8 votos a 4 no conselho de Previdência de Mato Grosso. O projeto de lei foi lido no plenário da Assembleia na última terça-feira (11), agora o texto segue para ser apreciado nas comissões.

O governo afirma que a medida é uma forma de combater o deficit atuarial do Estado. Em março deste ano, o jornal A Gazeta revelou que o deficit da Previdência de todos os servidores públicos de Mato Grosso é de R$ 57 bilhões. Este valor é uma projeção do valor que o governo precisará arrecadar a mais para poder pagar as aposentadorias regularmente nos próximos 35 anos.

Nesta segunda-feira (16), às 14h, a Assembleia Legislativa realiza audiência pública para debater a proposta de aumento da alíquota a ser aplicada sobre as contribuições mensais, para o custeio do sistema previdenciário, dos servidores públicos do estado de Mato Grosso.

Fonte: Folhamax