O deputado federal José Medeiros (Podemos) vai solicitar intervenção federal na área da saúde em Mato Grosso. No pedido, protocolado nesta quinta (25) no ministério da Saúde, o parlamentar afirma, que em meio a uma briga política eleitoral e jogo de empurra entre governo e Prefeitura de Cuiabá, quem está sofrendo com a falta de estrutura hospitalar é população, que está morrendo por falta de atendimento.

Além disso, Medeiros relata o surgimento de denúncias de mau uso de recursos públicos federais destinados para o combate à pandemia e a falta de transparência dos gastos, culminando em escândalos registrados em licitações em cidades, como Rondonópolis. “Um colapso atinge atualmente a saúde pública de Mato Grosso. Estamos em um estado de exceção sanitária. As únicas ações efetivas que as autoridades estão fazendo são as publicações constantes de decretos proibindo várias atividades comerciais, aumentando o desemprego, o caos, sem adotar medidas para amenizar o impacto do vírus em nossa sociedade", critica.

Segundo ele, pessoas estão morrendo por falta de atendimento, à espera de leitos de UTI para tratamento da Covid-19. "Enquanto isso o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro estão focados na briga eleitoral. O Governo Federal enviou mais de meio bilhão para Mato Grosso, mas até agora a população não viu esse dinheiro investido de fato na saúde. Falta planejamento, transparência e compromisso com o cidadão”, critica.

Além de mais de R$ 500 milhões destinados pelo governo federal para Mato Grosso, o deputado ressalta que a Bancada Federal enviou para o Estado, nesta quarta (24), R$ 61 milhões para serem aplicados na saúde.

“Estamos ajudando também os municípios. Encaminhei R$ 11 milhões para socorrer mais de 50 municípios no combate ao coronavírus. Este recurso já está na conta das prefeituras”, pondera o vice-líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara Federal.

 
Fonte: rdnews